Outubro Rosa, Entre Nessa Campanha e se Cuide

Outubro Rosa, Entre Nessa Campanha e se Cuide


Outubro RosaUm cuidado que pode valer uma vida.

Prevenir é sempre a melhor opção. Principalmente quando se trata de uma doença que acomete mais de 1 milhão de mulheres e causa mais de 400.000 mortes/ano. Estamos falando do câncer de mama, principal causa de câncer entre mulheres.

Apesar de o prognóstico ser relativamente bom, infelizmente muitas vezes a doença é diagnosticada tardiamente, diminuindo as chances de a mulher conseguir sua cura. E isso pode ser diferente!

Pensando nisso, em 1990, uma Fundação Americana criou a “1ª Corrida pela Cura”, em Nova Iorque. Um movimento que tomou o mundo e que busca o diagnóstico precoce da doença, fazendo com que muitas vidas pudessem ser salvas. Desde então, outubro se tornou um mês especial que deve nos lembrar da importância da prevenção desta doença. Nasceu, assim, o “Outubro Rosa”.

O câncer de mama pode ser diagnosticado por meio da realização de mamografias anuais a partir dos 40 anos, exceto se já houver um parente de primeiro grau – mãe, irmã ou filha – com diagnóstico de câncer de mama ou ovário em idade anterior a essa. Nesse caso, as investigações devem começar, muitas vezes, 10 anos antes.

Outra atitude positiva é o autoexame. Este se refere ao ato da própria mulher apalpar sua mama e buscar por alguma alteração que chame a atenção, como um local mais endurecido ou um “caroço”. Ele não substitui a avaliação de um profissional médico – geralmente o ginecologista – mas é um ato muito importante para que a mulher conheça melhor seu próprio corpo e possa procurar por ajuda o mais rápido possível se encontrar algo que chame sua atenção.

Outubro Rosa

O “Outubro Rosa” vem, assim, nos lembrar de que a realização da mamografia pode salvar vidas e que a busca por um estilo saudável também. Para aqueles amantes de bons hábitos, uma boa notícia: dieta equilibrada e a prática de exercícios podem prevenir o câncer de mama. Um estudo recente mostrou que a prática de caminhadas regulares pode diminuir em 14% o risco de câncer. E se as atividades forem um pouco mais rigorosas, o risco pode cair em 25%! Mais um bom motivo para se exercitar…

Vale ressaltar que, apesar de ser uma doença mais comum em mulheres, o risco de câncer de mama em homens também existe e deve ser visto com ainda mais atenção. Ele ocorre em 1% dos casos, geralmente relacionado com outros casos familiares, tendo uma associação genética geralmente presente. Sendo assim, o homem também deve realizar o autoexame e procurar ajuda se encontrar algo duvidoso. Como não existe uma recomendação específica, como ocorre com a mamografia entre mulheres, o diagnóstico em homens muitas vezes é tardio e os casos, infelizmente, avançados.

Cabe assim a todos nós cuidar da nossa saúde sempre e garantir a prevenção, principalmente, dessas doenças que podem ter cura se soubermos seguir as orientações de prevenção.

No nosso “Outubro Rosa” cheque se você, sua amiga ou parente querida estão em dia com sua mamografia. Isso pode salvar uma vida…

Quer Saber Mais?

 


Sem Comentários

Poste um Comentário